Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Publicado em 09/09/2019

Educadores de 3ºs e 4ºs anos do Ensino Fundamental I podem agendar oficina da ação "CEDOC vai à escola"




Desde abril, o Centro de Documentação Histórica – CEDOC da Fundação Romi está realizando a ação educativa extramuros “CEDOC vai à escola”, com a temática “A evolução da telefonia no município”. Aderiram ao projeto dez escolas e 915 alunos puderam conhecer através de fotografias, jornais, livros e objetos a história e a utilização do “TELEFONE” na cidade de Santa Bárbara d'Oeste.

O resultado de várias pesquisas sobre o assunto resultou na oficina voltada para alunos de 3ºs e 4ºs anos do Ensino Fundamental I, que aprendem de uma maneira diferente e interessante com materiais institucionais, além de terem contato com objetos antigos, com destaque para o telefone e as primeiras versões dos modelos de celulares.

“As reações das crianças ao verem os celulares da década de 90 é curiosa. Eles não fazem ideia de que os modelos antigos foram os percursores dos aparelhos mais avançados que temos hoje”, conta Wander Oliveira, assistente de documentação do CEDOC. “Os alunos fazem parte de uma geração digital, onde os celulares são de um formato moderno e com telas que respondem ao toque. Alguns acham que os primeiros aparelhos celulares que mostramos são walk talks”, finaliza Fernando Falcetti, assistente de documentação do CEDOC.


A evolução dos meios de comunicação compõe a grade da Base Nacional Comum Curricular, e o CEDOC, com o projeto “CEDOC vai à escola”, contribui com o conteúdo curricular. “Ao término das atividades o professor responsável pela turma faz uma avaliação e, com isso, temos parâmetros para monitorar o nosso trabalho. Para os educadores os objetos e as fotografias se destacam como elementos importantes da ação educativa, pois, possibilitam o contato concreto”, explica a Coordenadora do CEDOC Sandra Edilene de Souza Barboza.

O conteúdo da ação educativa pode ser acessado através do link www.fundacaoromi.org.br/cedoc onde estão disponibilizadas fontes para a pesquisa a respeito da telefonia, fotografias de telefones do acervo, linha do tempo, exposição virtual além de propostas de atividades para serem desenvolvidas após a realização da ação educativa CEDOC vai à escola.

As escolas interessadas em agendar a atividade, devem realizar o contato com a equipe da CEDOC da Fundação Romi, pelos telefones (19)3499-1555 ou (19)3499-1558.

Serviço - As oficinas são gratuitas e restam poucas vagas. As sessões acontecem sempre às terças e quintas-feiras, exclusivamente para os 3ºs e 4ºs anos do Ensino Fundamental I de Santa Bárbara d’Oeste. O atendimento no CEDOC da Fundação Romi acontece de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h.

Receba nossas novidades

19 3499.1558

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por